quinta-feira, 18 de março de 2010

Coral Filadelfia

video


Como apreciador de música clássica que sou, em especial barroca, como já expressei em outra ocasião nesse blog, sempre procuro na web por videos e audios de obras bem executadas. Qual não foi minha surpresa ao me deparar com o video acima, do coral da Assembleia de Deus. O coral Filadelfia está perfeito, para a glória de Deus. Os hinos são muito bem acompanhados pela orquestra, se harmonizando muito bem ao coro. Os solistas são verdadeiros profissionais, podendo facilmente se apresentar nos melhores corais de nosso país. Acredito que poderia-mos fazer uma maior divulgação desse trabalho, pois acredito na tliplice função da música: 1-Louvar e engrandecer a Deus; 2-Aproximar as pessoas desse mesmo Deus, tornando-se um método evangelístico; 3-Nos proporcionar enlevo espiritual, sendo uma poderosa ferramenta de edificação. Nos espíritos "ativistas" geralmente a opção preferencial são os hinos mais ritmados e que conclamam para a batalha, uma tradição em nossa igreja. Nos mais, digamos, "contemplativos" (como eu) os hinos mais introspectivos e solenes são os que produzem um efeito mais eficaz.

Agora assistam o vídeo e comentem. Espero gerar um debate em torno do uso das formas mais clássicas de música no meio pentecostal.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Fé na Internet


Evangélicos se convertem à rede

Publicado em 10.03.2010



Não é apenas a Igreja Católica que vem utilizando a internet como instrumento de difusão de crenças e dogmas religiosos. As igrejas Anglicana e Batista já não dispensam o uso de ferramentas virtuais para catequizar e informar seus fiéis. Aliás, informação é o que não falta, e os blogs, nesse sentido, vêm se mostrando fortes aliados na difusão dessa nova forma de interagir com a comunidade.



Desde que descobriu o mundo virtual, o secretário responsável pela Diocese da Igreja Anglicana do Cone Sul da América, reverendo Daniel Barbosa, divulga os eventos de sua igreja no site da instituição, além de manter um blog e perfil pessoal no Orkut. “Sempre procuro usar as mensagens para o bem, variando os temas abordados. Acredito que a tecnologia, além de aproximar os fiéis, é um canal de difusão de ideologias”, afirma o clérigo.



Há mais de dois anos ele divulga campanhas ambientais e de cunho político em sua página pessoal e admite que, de início, ficou com receio de aderir às ferramentas. “Como não conhecia bem as tecnologias, fiquei com um certo medo. Todos falavam mal do Orkut, por exemplo, dizendo que era muito aberto. E de fato, muita besteira é dita na rede social. No entanto, como o telefone anda muito caro, resolvi abrir uma conta e não me arrependo, pois não tive problemas”, diz Barbosa.



No caso da Igreja Anglicana, a recomendação de que os clérigos utilizem as ferramentas digitais, aqui no Recife, existe há mais de uma ano. O bispo diocesano da cidade, dom Robinson Cavalcanti, orientou a comunidade a divulgar suas atividades através de blogs pessoais, todos linkados ao site oficial da diocese. “Hoje, temos uma lista aberta de 15 mil pessoas que recebem nossa newsletter. Os links dos blogs têm nos ajudado na divulgação de uma imagem que visa evitar distorções sobre nossa forma de lidar com a religião, e isso é muito positivo”, comemora o bispo. No site da diocese, os internautas ainda podem escutar a rádio experimental da igreja, com programação musical e informativa.
Fonte: Jornal do Comercio