segunda-feira, 17 de maio de 2010

Crer em Deus Hoje, Uma Opção Sensata?


Por Guilherme Parizio

Após séculos de racionalismo, quando a fé cristã parece que já sofreu toda sorte de ataques intelectuais possíveis, eis que se levanta no mundo outra frente de ataques a seus postulados. Seus novos detratores vêm tentar desarraigar a fé dos homens, à semelhança dos antigos que, encabeçados pelos iluministas na França, país de grandes homens de ciência e fé, como Calvino, Pascal, entre outros, mas de forte tendência anticristã, fizeram de suas existências um grito de revolta contra tudo o que era relacionado ao cristianismo. Os atuais se promovem como homens de idéias revolucionárias, mas na verdade só desenterram velhas teorias pronunciadas há mais de 200 anos por pensadores como Voltaire, Russeu, Diderot, Auguste Comte. Ou por cientistas como Oparin ou Darwin. Livros como "O RELOJOEIRO CEGO" e "DEUS, UM DELÍRIO", ambos de Richard Dawrkins e o "TRATADO DE ATEOLOGIA", de Michel Onfray são as novas "armas" que os atuais auto-intitulados "desmistificadores" se utilizam para embasar suas crenças. Crenças, sim, pois o ateu na verdade "acredita" que não há Deus, algo já debatido por filósofos de todos os matizes. É lamentável constatar que os dois tipos de ateísmo continuam bem vivos: o prático e o teórico. O primeiro é o das massas e o segundo, que descrevemos aqui, é o dos pseudo-intelectuais. E vivos em uma época em que os homens mais precisam de Deus.

É a fé cristã antiintelectualista? Não é compatível com os postulados da razão? Dê sua opinião, poste um comentário.

4 comentários:

Marco Rodriguéz disse...

Creio que não seja uma opção sensata acreditar em Deus. Como muitos filósofos dizem, a guisa de exemplo, Montaigne, procuramos Deus pra aliviar-nos de nossas dores.
Beolo blog

ღღ Valéria Miranda!.. ღღ disse...

Gostei do seu blog, muito bom!

Que Deus et abençoe!

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Bezo no ♥ ! *.*

Louise Camargo disse...

Era o que faltava, um blog pra discutir religião! adorei a idéia,hora de quebrar esse tabu e por tudo em pratos limpos! Sem preconceito, sem polemica! cada um acredita ou desacredita no que quiser!

To te seguindo, se puder (e quiser) de uma passadinha no meu
beijo
http://lointhewonderland.blogspot.com/

uma tal de Ti. disse...

Como já diz o título: Crer é pensar.
Se eu sou instruída, claro que minha fé não é ou não deveria ser antiintelectual. Se não sou instruída, evidentemente se torna mais difícil pensar em assuntos do quais nunca se ouviu falar, por uma questão cultural inerente a pessoa e o lugar em que ela foi criada - como por exemplo regiões isoladas. Mas ainda assim, nestes lugares, deve ser sim valorizado o conhecimento adquirido.
Deus é criador da razão, do cérebro e da memória, por assim dizer.
Sem arrogância alguma, esta discussão é realmente algo de que não gosto, parece-me flagrantemente bíblico que sejamos instruídos no conhecimento de 'toda sorte' e, com isso, glorifiquemos muito mais a sabedoria e inteligência do nosso Deus!
Fé cristã antiintelectualista, reiterando, sem arrogância alguma, somente forte posicionamento com embasamento bíblico, não é fé cristã. Porque o cristão deve depender de Deus através do Cristo ressurreto sim, mas deve se atualizar, pesquisar, buscar conhecer e se interessar por diversos assuntos, porque em todos eles, de alguma forma, pessoas, almas, vidas estão relacionadas, e se não estão, Deus sempre está.
Deus faz a parte Dele, nós temos que fazer a nossa, simples assim.