domingo, 7 de dezembro de 2008

Sou Gay por gostar do ABBA?



Por Guilherme Parizio


Não estranhem, por favor, mas o que vou dizer aqui é muito pessoal.

Antes de me converter, como todo mundo, tive minhas preferências musicais. E um dos grupos que eu mais curtia era o ABBA. Tenho que confessar que não deixei de aprecia-los mesmo depois de evangélico. Só que nunca comprei um disco dos mesmos após esse fato.

Um dia desses, lá no trabalho, um colega estava escutando ABBA no seu mp3. Eu falei que gostava e ele no outro dia me deu de presente uma cópia de um dvd do grupo. Eu agradeci e ao chegar em casa, assisti. Uns dias depois, estava assistindo de novo quando um diácono me visitou e ao ver o grupo na tela disse que era coisa de "BICHA", assim mesmo, com essas palavras. Tentei argumentar que eles, à semelhança de Barbara Streisand, nunca incentivaram essa pecha. Ele ainda disse que eu, com 35 anos, nunca ter casado e, por cima, gostar do ABBA, era meio suspeito.

E agora, sou gay por conta disso?

8 comentários:

james disse...

Graça e paz vos sejam multiplicadas, irmão Guilherme Parizio.

Ao bem da verdade, o que vem ocorrendo dentro das denominações é um extremismo sem igual, imposições humanas, uns charlatões evangélicos, que jamais conheceram a Verdade, pois, a Verdade nos liberta...

Mas, nos liberta do que?? Destes obreiros que não sabem o que se ocorre a um palmo do nariz...

Na realidade, qual música o crente deve ouvir?? Qualquer uma, desde que não seja apologia ao crime, prostituição, drogas, violência, adultérios, enfim, nada que desagrade ao bom viver...

Entendemos que, é muito mais agradável ao amado ouvir ABBA, ao ter que ouvir músicas evangélicas que, única e exclusivamente, usam o nome de Jesus como meio comercial...

A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém.

Fraternalmente.
James.
www.jesusmaioramor.blogspot.com

Guilherme Parizio disse...

Ufa, que bom. Confesso que estava um pouco receoso de publicar essa postagem por mêdo de ser mal interpretado ou ser considerado carnal. Mas esse comentário do james, foi como um salvo-conduto para continuar escrevendo sobre certas 'verdades' que aprendemos a respeitar e que talvês estejam mais relacionadas com preconceitos comportamentais do quê com uma cosmovisão cristã realista e bíblica.

Alexandre Pirola disse...

Olá !

Aprovo o que o James disse sobre as músicas evangélicas atuais.
Não ouço musica seculas também desde que me converti.
Agora sobre o diácono, precisa saber se ele disse isso sério, pra valer. Se foi sério, me parece que ele está na carnalidade.
O lance aí é viver o que está escrito em Filipenses 4.8.

Deus te abençoe...

PAZATODOS !!!

Guilherme Parizio disse...

Ele falou em tom de deboche, mas com aquele ar de que era pra valer.
As vezes as pessoas usam esse expediente para dizer o que pensam (dizer que está brincando), mas, no caso, ele deixou bem claro que era pra valer.
Paz.

D.Cosmo disse...

pura ignorancia deve individuo...
musicas que só pq nao sao voltados para Deus num quer dizer tem o poder de influenciar negativamente as pessoas...

to procurandando construir um circulo de amizade no blog,se tiver afim faz um comentario no meu blog!
abraço

erinaldo disse...

Claro D.Cosmo, será um prazer.

Guilherme Parizio disse...

Também quero criar um circulo de amizades. Espero continuar fazendo cada vez mais amigos.

JOELSON GOMES disse...

o abba era muito bom e DANCING QUEEN otima.